Brasileiro trazido de avião da Bolívia para Campo Grande com coronavírus está no CTI

Piloto e copiloto da aeronave foram colocados em quarentena

05/06/2020 às 13:26:00
-

Na noite desta quinta-feira (4), um odontólogo brasileiro que mora na Bolívia precisou ser repatriado após ter atendimento médico negado em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Ele estava com suspeita de coronavírus (covid-19) e foi testado positivo em Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (5).

De acordo com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), ação foi em parceria como Corpo de Bombeiros e o HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande.

A aeronave foi enviada para Santa Cruz com quatro tripulantes – piloto, copiloto, médico e enfermeiro – e os equipamentos foram fornecidos pelo Hospital Regional.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o paciente foi encapsulado em uma maca fechada hermeticamente sem contato com o ambiente externo, como se fosse uma incubadora de bebê, acoplada à aeronave e qualquer contato é feito através de ventosas.

O paciente chegou em Campo Grande por volta da 1h da madrugada desta sexta-feira (5) e através dos exames foi diagnosticado com coronavírus e está no CTI (Centro de Terapia Intensiva) no HR.

Ainda conforme o Corpo de Bombeiros, a aeronave passou por desinfecção. O piloto e copiloto foram colocados em quarentena por 7 dias, já que não conseguem usar os equipamentos de proteção durante o traslado.

Nos últimos dias serão testados e em caso de negativo para a doença voltam ao trabalho. Já a médica e o enfermeiro que atenderam o paciente, serão testados caso apresentem sintomas.