Justiça Eleitoral proíbe prisão de candidatos a partir deste sábado

No segundo turno, eleitores vão eleger governador de Mato Grosso do Sul e presidente

13/10/2018 às 09:36:00

A Justiça Eleitoral proíbe a partir deste sábado (dia 13) a prisão de candidatos que disputam o segundo turno. De acordo com o calendário eleitoral, a partir de hoje nenhum candidato poderá ser preso ou detido. A exceção é em situação de flagrante.

A imunidade é para assegurar ao candidato o direito ao pleno exercício da democracia, impedindo que ele seja afastado da disputa eleitoral por prisão ou detenção que possa ser posteriormente revista.

A Justiça Eleitoral proíbe a partir deste sábado (dia 13) a prisão de candidatos que disputam o segundo turno. De acordo com o calendário eleitoral, a partir de hoje nenhum candidato poderá ser preso ou detido. A exceção é em situação de flagrante.

A imunidade é para assegurar ao candidato o direito ao pleno exercício da democracia, impedindo que ele seja afastado da disputa eleitoral por prisão ou detenção que possa ser posteriormente revista.